Leva o açoite e incendeia

Chama por quem tem ouvidos

De aço

Aparece um desabafo

um suspiro

Procura por algo e nem sabe o que é

Procura por algo e nem sabe quem é

Suspeita do mundo como um anjo caído

Se joga na rua

E na ignorância

Partida e lançada, se veste na sua

Voa longe a discrepância

Anuncia ao vento, a sorte

E a interrogação dos exaustos

Anúncios