como dois

e dois sãos

quatro vocês

por cima

eu

por baixo

nós

Há tempos e tempos que eu penso comigo mesma “preciso de um blog, preciso de um blog”. Afinal todos meu queridos colegas já cultivam blogs há algum tempo e “que diabos de jornalista é essa que nem tem interesse em montar um blog??” (minha consciência matracando).

Ok, confesso que adiei esse momento por muito tempo. Não por desinteresse, eu diria, por preguiça. Houve até alguns blogs começados. E não terminados. Abandonados ao léu, sem rumo, por ai…Acho que ao total já abri umas 5 contas de blog. Não me orgulho de ter abandonado minhas crias, mas meu instinto materno não ta suficientemente aflorado.

Pra falar a verdade a idéia de blog sempre me atraiu bastante. Fácil, rápido, independente, democrático…bem parecido comigo mesma. Ora, pois, eu sou uma jornalista! Mas, porém, contudo, todavia, entretanto, sempre tive algo que me impedia de continuar escrevendo na rede. O fato é que nunca achei uma coisa que é primordial num blog: FOCO!

“Oi, você ja viu meu blog? É sobre futebol!”

“Passa lá no meu blog sobre política!!”

“Comenta no meu fotolog!!”

NÃO ADIANTA! Nunca consegui decidir sobre o que exatamente eu estava falando, ou sobre o que eu queria falar! Eu quero falar sobre tudo e sobre nada ao mesmo tempo!! Música, arte, futebol, cinema, TV, fofoca, poesia, política, economia, internet, novela, rádio, jornalismo, socialismo, comunismo, neoliberalismo, tecnologia, dança, festa, viagem, cultura, persolnalidade, astrologia, supermercado. e tantas outras coisas mais que pode m surgir na minha cabeça!

Agora pra quem tava esperando que eu explicasse no último paragrafo sobre o que afinal de contas é este blog, sinto muito, não dá pra dizer o que é! É sobre mim. E minhas confusões. Acho que dá pra pelo menos saber o que não é. Ok, esse blog não é. Isso me faz ver um paradoxo nesse título.

Aventurem-se.