eu quero a morte do amor

quero o pecado da maldade

o céu em chamas

asas no chão

quero ouro e púrpura

e a cadência das estrelas na minha cabeça

que me fazem devagar…

quero a insanidade a divagar

nos mares em ressaca

quero a euforia das sem amanhã

e a fantasia

e o sonho

e a malícia da noite

quero querer

o revirar dos olhos

a dor madrugada

a alma do amante